terça-feira, 20 de maio de 2008

Amar e ser amado

Seus lábios tão calados
Mostram o quão misteriosa
Você pode ser
Quando está com raiva.

Nesses dias a tristeza é imensa,
Não só para você,
Para todos.

Nesses dias
Que as estrelas não te alegram;
Nesses dias
Que as minhas palavras não te consolam
E não passam apenas de palavras.

Ajoelho-me diante da sua face
E com lágrimas nos olhos
Peço-te que não mais fique brava
E que olhe o horizonte
Em busca de um novo objetivo.

Pois se desistirmos de tudo
O que nos restará?

Peço-te que apenas ame,
Ame a todos e a tudo
Pois nada mais é tão importante
Do que amar e ser amado.

Nícholas Mendes.

3 comentários:

juliana disse...

Together!

adorei essa poesia!
muito bom mesmo!

;D

bjao!saudades

Bruna Akemi disse...

Linda essa poesia
mto boa

mariana disse...

Bom..
se tem uma coisa q eu nao sei..
eh de onde vc tira palavras tao suaves capazes de mecher no inteior de cada um!!! adoreiii...

BeeeeijO ;DD


^^

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.