segunda-feira, 23 de junho de 2008

Todos os caminhos me desviam de você

Só diga que não vai ser,
Só diga que nada vai acontecer,
Só seja mais direta
Só seja menos indiscreta.

Minhas palavras não foram suficiente
E minha atitude inconveniente.
Mas digo que por hoje eu desisto,
E para sempre continuarei quieto.

Talvez para sempre seja muito,
Ou apenas nosso amor,um mito.

Fico triste em dizer
Que farei o que der
Para que eu possa deixar de amar,
Mesmo que eu tenha que me afastar.

Pois você tem a outro
E eu não quero ser aquele monstro
Que estraga tudo
E é punido pelo mundo.

Antecipo-me e digo:
Desculpe-me agora,
Pois eu vou embora
E serei até menos que um amigo.

Nícholas Mendes.

Um comentário:

juliana disse...

=x

triste isso!muito triste!

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.