segunda-feira, 16 de junho de 2008

Palavras de verdade.

Eu posso até te jogar
Mil e uma palavras de amor,
Simplesmente sem querer
Ou sem me inspirar,
Mas meu coração não aguentaria tal dor.

Não,...não.
Não,..não,não!

Para você,
Eu não vou rimar
Amor com dor.
Você merece mais,
E muito mais.

Eu cansei de ser
O cara diferente.
Quero apenas não ser
Igual a tantos outros.

Por isso não me importo
Em te escrever esse poema.

Não me importa se é no pratear da lua,
Ou no endourecer do sol;
Pode até ser no enublecer das núvens,
importo-me apenas
Se você vai estar comigo.

Nícholas Mendes.

4 comentários:

aleeh disse...

^^'
Faz um tempinho que eu nao passo aqui :P
Mas agora voltei! ;P
Beejo~

juliana disse...

Lindooo..lindoo..lindoo!
amei essa!
;)

jessica disse...

ybNossa... uma mais lindo q o outro.. como ja t disse..
tu tm alma, espirito e vontade d um poeta!
Primo.. Nunca deixe q alguém..t umilhe, ou te faça sofrer
e se fizer sofrer ergua a cabeça e mostre a vc é diferente dela..
tah

sab q eu tamo neh

Lee disse...

Muito linda :)
Não me canso de ler suas poesias,são incriveis.

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.