segunda-feira, 16 de junho de 2008

O amor é...

O amor é uma ferida
Que fere os invencíveis;
É a dor que tanto procuramos,
É alegria que nos faz chorar de tristeza.

Amor é o sentimento mais puro,
O que se corrompe só de ser sentido.
É felicidade que nos faz imaginar
Mundos ideais;
E tristeza que nos faz ver
Como o mundo é um tanto escuro.

Olhe o ódio,tão mal visto,
Mas coitado,é só um amor ferido.
Olhe para a mágoa,lá tão isolada,
Ela não passa da amada desamada.

Amor é o sentimento desnecessário
Que move todos os nossos dias,
É o que faz o sol nascer brilhante
E a lua pratear o céu escuro.

Nícholas Mendes.

Um comentário:

juliana disse...

"Amor é o sentimento mais puro,
O que se corrompe só de ser sentido."

perfeito!

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.