segunda-feira, 30 de junho de 2008

Meu hoje.

Tentando mudar todas as palavras,
Esperando que esses dias durem.

Abobalhados por tanta paixão,
Meus olhos procuram sua imagem,
Olhos que choram por não te encontrar.

Maiores amores podem existir,
Amores mais belos,
Insuportáveis,
São,apesar de tudo,amores.

Queria apenas te dizer
Umas simples palavras,
Esclarecendo meu amor por você.

Como você pode ver,
Hoje eu só penso em você.
Oro toda hora por mais algumas horas
Com sua companhia.
Olho para o céu
Lisonjeando a lua,
As estrelas e suas companheiras.
Triste
Espero as noites lentas passarem.

Nícholas Mendes

Um comentário:

Iago disse...

É difícil achar um poeta que domine as três esferas da poesia: visual, conceitual e sonora, porém você se mostra cada vez mais perto da perfeição. Sem dúvida o verso "Oro toda hora por mais algumas horas" representa claramente o que disse. Além disso, pode-se sentir toda a profundidade do seu interior em cada poema, profundidade essa que se transporta para nosso íntimo de forma inigualável. Não tenho nada a fazer senão agradecer-lhe por propocionar uma experiência assim.
Espero ter conseguido traduzir em palavras a torrente de sentimentos que me invadiu quando li seu poema.
Mais uma vez parabéns e siga em frente, que você vai conseguir.
Abraços.

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.