quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Sede de poeta

Minhas palavras vão se eternizar no tempo
Enquantos as outras passarão
Como ventos
Ou como brisas.

Minha visão vai se instalar em olhares,
Assim como os livros se fixam
Nas mentes de seus leitores.

Meus sentimentos vão se eternizar nos corações,
Enquantos os outros serão completos
Com palavras
Ou com músicas.

E minha gratidão vai reinar no povo
Que fala com o mundo como eu,
Que sente o mundo como eu,
Que vê o mundo como eu,
Que é poeta,assim como eu.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Um comentário:

juliana disse...

ahh..que lindo!
..meu..impossivel nao gostar das suas poesias..impossivel nao gostar de vc ..

parabéns!

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.