segunda-feira, 29 de setembro de 2008

O poeta,o ator e o homem.

Farei da falta de idéia
Poesia.
Farei da falta de inspiração
Grandiosa.

Pois esse é um dom do poeta,
Mentir até a falta de idéia.

Farei das altas quedas
Pequenas.
Farei da mais odiada covardia
Coragem.

Pois essa é a missão do ator,
Mentir grandezas e sentimentos.

Farei dos certos amores
Errôneos.
Farei da sede espiritual
Material.

Pois esse é o erro do homem,
Mentir tudo que está certo.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

2 comentários:

juliana disse...

perfeita definição!
^^

Fernando Neves ~ KroSS ® disse...

Há! Tá aí. Um belo poema, ein!
PQP!
>.<'

Curti deveras esse teu poema, meo. Não sei nem o que falar.
Tá completamente completo.

:D

UhuL!
Parabéns, k'ra.

Nossa mano.
Fico impressionado de estar acompanhando teu desenvolvimento. Não sei ao certo mas acho que vc melhorou - e muito.

Mtu d'hora isso!

Flw!

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.