sexta-feira, 18 de julho de 2008

Talvez.

Por que você acharia
Que as pessoas que escrevem
As poesias de amor
São apenas pessoas tolas?

Olhe,
Eu já andei por ai,
O mundo não é bem assim.

Afinal o que há de errado
Em escrever,
Em falar a verdade,
Em te mostrar carinho?

Olhe,
Eu já escalei montanhas altas,
E já atravessei rios profundos,
Mas nunca encontrei
Alguém como você.

Talvez por você ser
Tão repugnante,
Ou até talvez por você ser
A pessoa que me toca o coração;

Quem me toca o coração,
De um jeito que eu despreso,
Ou até talvez por você me tocar o coração
Com tanta graça.

Junto de você
Eu me sinto um herói,
Talvez por você ser podre,
Ou até talvez por você me fazer ser grande
Com seu jeito pequeno de ser.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Um comentário:

juliana disse...

é isso ai Nih!adorei!
nã mude o seu jeito..não perca sua essencia nunca!

amo vc
=)

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.