quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Uma coisa verídica.

Componho apenas para os ventos,
Os olhares,as belezas.
Recorri urgentemente para a alma.

"Tem alguma alma pura por ai?"
Eu gritei chorosamente,
Insistia em procurar o que não achava.

Repetia mazelento:
"Ei!Tem alguma alma pura por ai?"
Lacrimoso percebi,o que já era óbvio;
Alma alguma respondeu.

Corria os pensamentos pela cabeça,
Os pés pelo asfalto
E as mãos embaraçavam os cabelos.
Saturado de pensamentos e decepções fui embora.

Hoje concluí meu pensamento;
Almas puras se escondem dos poetas.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

3 comentários:

Yuzo disse...

Almas putas não têm a menor graça.
Se todas as almas fossem puras, pessoas que escrevem os sentimentos como nós não seriam mais necessários..

Yuzo disse...

eu quis dizer *puras

Renata disse...

on, é pra mim *-* ♥

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.