terça-feira, 22 de abril de 2008

Um certo diálogo.

Num certo dia
Uma pessoa perguntou para mim:
“Por que as pessoas usam máscaras?”

Respondi com toda a sinceridade:
“Ora meu amigo,não sou sábio;
Mas mesmo assim te respondo
Com palavras minhas palavras poéticas"

Por um instante percebi
Que a pessoa
Queria algum alívio.

"Existem coisas importantes
Das quais nós precisamos.”

Como um tolo
A pessoa me respondeu:
“coisas como água e ar?".

Presenciei um momento
De inocência.

"Existe sentimentos
Que superam as barreiras
Da falsa realidade.

Sentindo amor,
O ar parece pouco
E mesmo assim vivemos;
Com amigos ao nosso lado
A água não tem importância” ·

Um sorriso
No meio de tantas dúvidas;

“Sentimentos para você
São mesmo importantes?” ·

“Sentimentos só são importantes
Graças ao nosso coração.

Depois que você conhece um amor;
Você entende que existem sonhos
Que o coração é bagunçado
Que possui muitos sintomas:
Felicidade e insônia;
Silêncio e agitação;
Dúvidas e certezas.” ·

Diante de tanta inocência
Um recado foi dado
E uma lágrima escorreu do seu rosto.

"Então por quê?
Mesmo sentindo tudo isso;
Por que ainda usamos máscaras?” ·

"Nós nos disfarçamos,
Pois o amor muda nossa cabeça,
E a busca por um amor
Nos faz sermos apenas
Grande atores.” ·

Recebi um abraço
E agradecimentos
Por minhas palavras:

"Você não é um simples poeta,
Você também,por mim,
É considerado um grande sábio.” ·

Lágrimas
Mais uma vez se escorreram;
Agora na minha face.

O valor também vem
Quando nosso papel é finalizado;
Às vezes usar nossas máscaras
Pode realmente ajudar outras pessoas.

Nicholas Mendes.

2 comentários:

Fernando Neves [KroSS®] disse...

Nossa kra, esse poema tá mtu massa. Só corrigir alguns errinhos de pleonasmo e ortrografia.
Mas o conteúdo geral... meu, parabéns velho... TÁ MTU MASSA.
Não sei ao certo se consegui captar o que esse poema quer nos passar, porém digo que me arrepiei lendo(isso não é zuera!)

Gostei da parte que vc finalizou o poema e do jeito que foi desenvolvendo o dialogo entre as personagens... principalmente qndo vc utilizou aquelas palavras contrárias(antíteses) pra descrever o amor, o sentimento e talz...
MTU MASSA KRA!

É assim msm!!
Vejo que vc tem inspiração pra k'ralho!
Queria isso tbm...
T.T

ve-chan disse...

Muito bom esse poema, da pra imaginar certinho como aconteceu.
Realmente você deve ter muita inspiração,ou é um genio.

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.