terça-feira, 5 de agosto de 2008

Um amor maior.

Foi pelas Suas palavras que eu te conheci;
Pela Sua sabedoria te admirei,
Em busca dos Teus feitos te procurei
E o Teu perdão,acho que mereci.

Pois foi em Ti que confiei,
Foi a Ti que me entreguei;
Foi o Seu amor que eu quis
E esse amor eu usei no que fiz.

Com os olhos Seus
Agora olho o mundo.
Junto dos anjos Teus
Cativo a todo mundo.

Sua palavra ei de espalhar,
Em teu filho ei de me espelhar
E do Seu espírito não vou me esconder,
Só me pergunto o porquê de me escolher.

Nícholas Mendes. (Puck Todd)

2 comentários:

Iago disse...

Fiquei surpreso quando li esse poema, pois desconhecia sua veia mais religiosa, digamos assim. Você consegue romantizar a transcendência divina sem descambar para a pregação, como é próprio do artista barroco. Isso só aumenta seu incrível potencial, aproximando-o da plenitude artística. Que Deus, como você evoca no poema, te mantenha sempre com o dom e a disposição de iluminar nossos corações com sua poesia. Até a próxima.

Anna Clara disse...

to vendo que o FAC te trouxe muita inspiração né niih (:
Estão muito lindas as suas poesias, e eu sei que suas poesias expressão perfeitamente seus pensamentos;isso é muito bom , continue assim.
Beijos ;

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.