domingo, 17 de agosto de 2008

Almas distantes

É incrivel saber
Que oceanos não foram capezes de deter,
Aquele encontro de olhares;
Que na minha cabeça teve resultado.

Foi encantador,
Segundos que duraram horas.
Não cheguei a ver flores,
Apenas elogiei sua beleza.

Lembro-me perfeitamente
Do encontros dos olhares:
Secos e curiosos,

É curioso tentar saber
O por quê do vento te trazer
Ou por quê dos nossos olhares se cruzarem.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Um comentário:

juliana disse...

*__*

que lindo Nih!
adorei!

suas poesias estao cada vez melhores!

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.