domingo, 10 de fevereiro de 2008

Mundos

É difícil encontrarmos
Um campo,
Onde nossas mentes possam descansar
Sem a estúpida interrupção.

Um campo diferente
Para cada pessoa;
para uns é feliz,
Para outros é trsite.

Este é um mundo frio,
Onde a neve não para,
Onde a chuva contiua
E a flor não abre.

É um mundo escuro,
Onde o ódio nos consome,
Onde o ciúmes é quem manda;
Um local onde não nos controlamos.

Apesar de ruim
Ninguém nos incomoda,
Podemos pensar durante anos.

Mas nós nos esquecemos
Que o tempo nos castiga.

Eu posso estar nesse mundo
A qualquer momento;
Mas você está preso à ele.

Eu posso sair dele sem ajuda;
Você está perdido,
Fingindo ser alguém que não é.

Não sou eu que estou preso
Num mundo de desgraça,
É você.

E dessa vez
Não serei eu que te darei a mão.

Ache o seu caminho,
Suba a sua escada
E não se apegue tanto aos outros.


Nícholas.

Um comentário:

Renata disse...

nossaa, bem forte esse, mais gostei, fala bem da realidade u.u

Notas do autor:

Coloquemos uma coisa na nossa cabeça;
Que ainda falta muito para um final.
Afinal ninguém define um final
Sem se empenhar no começo.

O final não é sinônimo de morte,
Não é antítese de início,
Não se compara com a vida
E não significa própriamente um final.

Se por acaso seu começo é fraco
E ainda teme um final,
Simples
Viva sempre no meio;
Pois é ai que você pensa que o livro não tem fim.

Nícholas Mendes (Puck Todd)

Tudo é mais do que pode parecer:

Tudo é mais do que pode parecer:
Veja as coisas com todos os olhos.